segunda-feira, 20 de dezembro de 2010

Playlist de Dezembro 2

1. Kanye West – Runaway





Depois da fase auto-tune (Kanye a tentar seguir os passos de Timbaland nestas coisas da introdução de novas modas sonoras), o mago do RNB (ou devo dizer pop?) elabora um clipe de 30 e tal minutos (sim, 30 e tal minutos, ouviu/leu bem!). Parece-nos contar histórias ancestrais sobre a aura da plasticidade pós-moderna com um travo de black power implicito (ballet é uma dança de brancos…). «Runaway» é uma mistura inexacta entre a pacatez do ballet e o RNB progressivo de Kanye e cujo refrão atrevido pede-nos para tomar um brinde pelos (o termo é intraduzível em português) assholes.

2. Le Le – Skinny Jeans



Divertida e sexy, assim esta música que pisca o olho a Cassius e é inaugurada por um vocal que nos remete a James Murphy dos LCD Soundsystem brincando com um sotaque esquisito entre o frances, o alemao e o ingles.

3. Cher – Welcome to Burlesque



E o filme mais esperado do mês (lamento aos/às fãs que acham que seria do ano…) é o «Burlesque» que junta a jurassica Cher com a esguia Christina Aguilera habituada a estas lides (filmes sobre cabaret) desde da saudosa Lady Marmalade de Moulin Rouge. E de facto o filme não anda muito longe disso e Aguilera explora aquela vertente “menina-que-quer-ser-estrela-acaba-num-bordel”. Ao nivel da canção, Cher encontra-se muito bem posicionada: sexy e altiva entre rimas ousadas (“if you want a little extra, give it to the band”), numa sonoridade muito Liza (“All That Jazz”). Que boas-vindas quentes…

4. Gorillaz - Crystalized (the xx cover)



A banda mais animada do mundo (literalmente) faz um cover da “Crystalized” dos soturnos “The xx” e o resultado é uma canção fantástica: intimista e reflexiva.

5. Kylie Minogue – Better than today



Ao terceiro single a quarentona rainha australiana da pop mundial decidi homenagear os videojogos dos anos 80 (olá PacMan!) sobre a égide do visual glam, da essência eighties, pois claro, e da performance “ao vivo” (influências de Scissor Sisters?). Apesar de não gostar pessoalmente deste excesso de fruit music, reconheço a sua originalidade.

6. Arminn Van Buuren ft. Sophie Ellis Bextor – Nothing Giving up on love


Sophie Ellis Bextor (que surpreendeu com singles como “Heartbeat” e “Bittersweet”) entrou para as setlists de cantoras pop famosas a colaborar com DJ’s. Armin Van Buuren foi o escolhido e o resultado é uma canção inofensvamente lamechas dos ATB. Longe de ter potencialidade pop, é um bom exercício dance.

7. !!! – Jamie, my intentions are bass



Eles estão de volta (“Strange Weather, isn’t t?”) e trazem uma canção recheada de swing, vocal à Marilyn Manson e estrutura à Hot Chip. De facto, de intenções o Inferno está cheio…

8. Club des Belugas – Skip to the bip



Canção gira retirada da compilação «Hotel Costes 11 (2009)».

9. Jonh Creamer & Stephanie K.- Forget the world



Lembrei desta malha. Um classic house com quase 10 anos de existência. Faz favor recordar e dançar…

10. Bruno Mars ft. Jackie Boyz – Like Tonight



Bruno Mars é uma fusao entre Akon e Kid Cudi sobre a ditadura pop-house de Guetta. Faz canções giras para irmos de carro para a disco e pouco mais. Vale a pena ouvir e depois (inevitavelmente) esquecer…

Sem comentários: